ZYJ 737 - 5.000 WATTS - SÃO JOSÉ DO CEDRO - SC
Você está em:
Mudar o tamo da letra A+ A-

NOTÍCIAS

11.02.2020 |

Monitoras de creche vão à Câmara de Vereadores de São José do Cedro para reivindicar reajuste do Piso Nacional do Magistério


 

Ontem à noite, o plenário do Legislativo foi lotado pelas profissionais da rede municipal de ensino.

JANETE NEUMANN, em nome das colegas, solicitou que a categoria também receba os 12,84% de reajuste, estabelecido por lei federal.

O pagamento foi feito pelo município de São José do Cedro aos professores e aos profissionais que atuam no suporte pedagógico à docência, conforme previsão da Lei número 11.738, segundo explicou a líder do Governo, MÁRCIA DEMOSSI, do Progressistas.

Já as auxiliares de ensino ou monitoras foram enquadradas no reajuste de 7,31%, dado aos demais servidores públicos.

É que pela lei do Piso do Magistério, professores, diretores, coordenadores, inspetores, supervisores, orientadores e planejadores escolares têm direito ao benefício.

O cargo de monitor de creche, também chamado de auxiliar de ensino, é de nível médio e, em São José do Cedro, tem atribuições como: auxiliar o professor nas atividades de alimentação, cuidados especiais de limpeza e dedicação às crianças.

Assim como secretário, auxiliar administrativo, merendeira, entre outros profissionais que trabalham nas escolas, essa função não teria carreira no magistério pela legislação federal vigente.

No entendimento líder da oposição no Legislativo, JOÃO DE ANDRADE, do MDB, entretanto, as profissionais deveriam receber o reajuste salarial conforme o Piso do Magistério, pois o cargo, desde sua criação no município em 2006, foi incluído no quadro do magistério.

O vereador ponderou ainda que em 2014 foi aprovada uma lei municipal que prevê o pagamento do reajuste do Piso Nacional do para todas as categorias enquadradas no magistério de São José do Cedro e, neste sentido, as monitoras de creche teriam direito aos 12,84% de reajuste.

Para a monitora de creche, JANETE NEUMANN, esses são argumentos suficientes para que o município conceda o reajuste à classe e evite uma queda de braço com as profissionais que, em caso de negativa, pretendem ingressar na justiça.

A fim de solucionar o impasse, conforme a líder do Governo na Casa, MÁRCIA DEMOSSI, o prefeito, PLÍNIO DE CASTRO, deve agendar uma reunião com as profissionais da categoria para expor o embate entre as questões jurídicas municipal e federal, e buscar um consenso.

 

Compartilhar

ENQUETE

Qual estilo musical você gostaria de ouvir na Integração?

  • Sertanejo
  • Bandas
  • PopRock
  • Samba/Pagode
  • Romântica
votar resultado

TEMPO



ATENDIMENTO

(49) 3643.0211     



© 2020 - Rádio Integração do Oeste Ltda.              Portal Tri