ZYJ 737 - 5.000 WATTS - SÃO JOSÉ DO CEDRO - SC
Você está em:
Mudar o tamo da letra A+ A-

FOTOS

22.02.2021 |

Número de acionamentos do Proagro mostra importância de conhecer a cobertura do seguro agrícola contratado


Número seis vezes maior de perícias realizadas pela Epagri para acionamento do Proagro ressalta importância de conhecer qual a cobertura do seguro agrícola.

A informação é do engenheiro agrônomo da Regional da Epagri em São Miguel do Oeste, ELVYS TAFARELL.

Ele destaca que na comparação com a safra 2019-2020, esta última, por conta da estiagem, gerou um número seis vezes maior de perícias relativas ao Programa de Garantia da Atividade Agropecuária.

Este é um dos seguros mais contratados por quem financia o plantio das lavouras. A adesão é obrigatória para quem usa a linha do Pronaf, Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar.

No primeiro momento, as solicitações de vistorias estavam mais relacionadas às lavouras da região de Descanso em direção a Itapiranga - que iniciam o plantio antes - e, por último, na região de São José do Cedro, Guaraciaba e Anchieta, segundo o agrônomo da Epagri.

Ele enfatiza que para esta safra os agricultores também tinham investido mais. Por isso, enquanto em 2019 a produtividade média esperada para o milho era de 9.300 quilos por hectare, no ano passado era de 11.300, o que significava 20% a mais.

O valor financiado em 2020 foi 12 vezes maior. Há dois anos o valor segurado nos financiamentos periciados era de 1,8 milhão de reais, já ano passado esse valor foi superior a 22 milhões de reais.

Mas, a seca trouxe uma frustração de safra grande, conforme TAFAREL. Enquanto há dois anos os produtores que acionaram o Proagro tiveram rendimento de 46%, ou seja, perderam pouco mais que a metade da lavoura, no ano passado o rendimento médio ficou em 12%, o que mostra que a perda foi de praticamente toda a lavoura.

O agrônomo explica que embora a perda média das plantações de milho de quem acionou o Progro tenha sido 88%, há muitos agricultores que não acionaram o seguro por que as perdas foram menores. Por isso, a Epagri calcula que na região a perda média ficou em 50%.

Ele assinala que os técnicos da Epagri somente prestam o serviço de levantamento das perdas para o agente financeiro. O cálculo sobre o valor de indenização é feito pelo banco.

"É um cálculo complexo. Não é por que houve 90% de perdas que o agricultor vai receber 90% de indenização relativa ao financiamento. Existem casos em que ela vai ser maior ou menor e isso tem a ver com a linha de seguro contratada", comenta ao lembrar a importância de buscar informações sobre a cobertura do seguro agrícola antes de contratá-lo.

O Proagro, assim como outros seguros, serve como um alento para evitar a inadimplência e ELVYS TAFFAREL frisa a importância de o agricultor guardar todas as notas da compra de insumos para a lavoura em seu nome para que possa receber o seguro agrícola.

O acionamento para vistoria pode ser feito em casos de perda mínima de 30%. Se confirmado prejuízo o agricultor paga uma parte e, via Proagro, a União banca o montante relativo às perdas financiadas a fim de evitar a perda da capacidade produtiva do agricultor.

 

 

Compartilhar

ENQUETE

Qual estilo musical você gostaria de ouvir na Integração?

  • Sertanejo
  • Bandas
  • PopRock
  • Samba/Pagode
  • Romântica
votar resultado

TEMPO



ATENDIMENTO

(49) 3643.0211     



© 2021 - Rádio Integração do Oeste Ltda.              Portal Tri